UNICEF constrói 193 escolas resistentes a terremotos para 80 mil crianças no Haiti

9 de janeiro de 2012 · Destaque
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra


Share

Dois anos após o devastador terremoto, as crianças do Haiti continuam a ser as mais vulneráveisDois anos depois do terremoto que matou mais de 220 mil pessoas no Haiti, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) já ajudou no retorno de mais de 750 mil crianças aos estudos. Cerca de 80 mil frequentam uma das 193 escolas resistentes a terremotos construídas pela própria agência.

Dados foram anunciados hoje (9/1) em relatório da ONU, que ressalta também os contínuos desafios. Com mais de quatro milhões de pessoas abaixo dos 18 anos, o Haiti sofre com a pobreza crônica e o subdesenvolvimento. Muitas das crianças ainda não têm acesso aos progressos, que são lentos.

“Há evidências de pequenas melhoras em todos os lugares, apesar das sérias lacunas e deficiências na estrutura básica do governo do Haiti que permanecem”, disse a Representante do UNICEF no Haiti, Françoise Gruloss-Ackermans.

O documento alerta que as lacunas no financiamento dos programas de recuperação vão afetar o progresso na garantia dos direitos das crianças neste ano. A agência lançou um apelo de 24 milhões de dólares para ajuda humanitária imediata e outro de 30 milhões de dólares para ações de longo prazo.


Comentários

Deixe seu comentário








  • Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014

    Campanha O Valente não é Violento
    Una-se pelo fim da violência contra as mulheres


    Meu Mundo: participe!

    Qual a sua prioridade?



    ONU e o Sudão do Sul

    ONU e a República Centro-Africana (RCA)

    ONU e a Síria




    Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) para a Europa Ocidental
    Clique aqui para acessar todas as campanhas e atividades da ONU Clique aqui para acessar todas a agenda da ONU e as datas internacionais