Um milhão de crianças correm risco de morrer de desnutrição no Sahel, alerta UNICEF

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Quinze milhões de pessoas enfrentam insegurança alimentar na região. Fundo só recebeu metade dos 120 milhões de dólares solicitados para expandir operações.

Mãe com seu filho gravemente desnutrido na região do Sahel. (UNICEF/C Tidey)Pelo menos um milhão de crianças correm risco de morrer de desnutrição na região do Sahel, na África, por causa de uma crise de seca, alertou  hoje (02/05) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Mais recursos são urgentemente necessários.

“Estimamos que em 2012 haverá mais de um milhão de crianças sofrendo de desnutrição aguda grave. O que é importante saber é que a desnutrição pode matar”, disse o Diretor do  Programa de Emergência do UNICEF, Louis-Georges Arsenault, em comunicado. “Precisamos de mais recursos para realmente ampliar nossa resposta antes que seja tarde demais e muitas vidas sejam perdidas.”

Existem atualmente 15 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar no Sahel, que se estende do Oceano Atlântico ao Mar Vermelho. A crise nutricional está afetando Burkina Fasso, Camarões, Chade, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria e Senegal.

O Fundo fez um pedido por 120 milhões de dólares para expandir suas operações e serviços de saúde, nutrição, água e saneamento, educação e serviços de proteção à criança nos países afetados. No entanto, apenas metade do financiamento necessário foi doado até o momento.


Comente

comentários