Sudão do Sul é o 193º Estado-Membro das Nações Unidas

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

ONU agora tem 193 Estados-Membros. Sudão do Sul passa a fazer parte da Organização.

A Assembleia Geral da ONU admitiu hoje (14/07) o Sudão do Sul como o 193º Membro da Organização das Nações Unidas, acolhendo o país recém-independente para a comunidade das nações. A independência do Sudão do Sul do resto do país é o resultado do referendo realizado em janeiro nos termos do Acordo de Paz Abrangente de 2005 (CPA), que terminou com a guerra civil de décadas entre o norte e o sul.

“Neste momento, neste lugar, o mundo se reúne para dizer com uma só voz: Bem-vindo, Sudão do Sul. Bem-vindo à comunidade de nações”, disse o Secretário-Geral, Ban Ki-moon.

Ban, que estava entre os dignitários que participaram da cerimônia de independência na capital do Sudão do Sul, Juba, no último sábado, prometeu a ajuda do organismo mundial para o país moldar o seu futuro. “O compromisso de todos os Estados-Membros será essencial”, afirmou.

O Presidente da Assembleia Geral da ONU, Joseph Deiss, disse que hoje é um momento “histórico” para a África e para a comunidade mundial. “Hoje o Sudão do Sul entra na comunidade das nações com os mesmos direitos e responsabilidades dos outros Estados-Membros. A universalidade das Nações Unidas e os valores que estão consagrados na Carta são mais uma vez, consagrados”.

“Estou confiante de que Sudão do Sul contribuirá para promover os objetivos de segurança, paz, prosperidade, amizade e cooperação entre os povos como eles são promovidos pelas Nações Unidas, e isso será para o bem do povo Sudão do Sul, para o bem de a região e para o bem de todo o continente africano”, concluiu Deiss.


Comente

comentários