Postagens com a tag ‘voluntariado’



14/06/2012


O Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Aguiar Patriota, usou hoje (14/06) pela primeira vez a nova ferramenta online que mede as emissões dos gases de efeito estufa (GEE) decorrentes das viagens aéreas destinadas à Conferência das Nacões Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

A ferramenta digital possibilita conhecer e calcular individualmente as emissões de GEE das viagens aéreas ao Rio de Janeiro. Os participantes da Rio+20 poderão comprar Reduções Certificadas de Emissão (RCEs) para compensá-las. A cada pagamento, o sistema emite um recibo que comprova o mecanismo de compensação.

Voluntários no Riocentro, no Parque dos Atletas e na Arena da Barra portarão tablets com calculadora de emissões e de máquinas que aceitam pagamentos dos principais cartões de crédito internacionais que darão acesso ao sistema. Também haverá terminais eletrônicos móveis para efetivar doações voluntárias por meio de cartão de crédito ou de débito.

A iniciativa faz parte da estratégia nacional de compensação das emissões de GEE na Rio+20 e é uma parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Caixa Econômica Federal.

Segundo a organização do evento, as emissões que não puderem ser reduzidas e que ocorrerem em função da organização do evento – como o consumo de energia elétrica e o uso de combustíveis de veículos oficiais – serão compensadas mediante o uso de RCE’s, provenientes do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) estabelecido pelo Protocolo de Quioto da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima.

Estas RCEs serão canceladas no sistema de registros das Nações Unidas, garantindo a integridade ambiental da compensação. O PNUD Brasil ficará encarregado de verificar este cancelamento, assegurando a mitigação efetiva.

Segundo o Comitê Nacional de Organização (CNO) a Rio+20 já possui as RCE’s necessárias para a compensação das emissões decorrentes da Conferência, obtidas por meio de doações de empresas brasileiras.



11/06/2012


Abre amanhã (12/06) no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro, a partir das 11 horas, a exposição “O Futuro que Nós Queremos”, promovida pelo Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) e pelo Comitê Nacional de Organização da Rio+20 (CNO). A mostra conta com vídeos, fotos e textos enviados pela população para o site ofuturoquenosqueremos.org.br. Dezessete voluntários atuarão no evento.

No total, 1.191 estudantes de ensino médio de escolas públicas fluminenses, alunos do ensino técnico do sistema Firjan [Federação das Indústrias do Rio de Janeiro], universitários de todo o país e pessoas com deficiência, da FAETEC [Fundação de Apoio à Escola Técnica] e de outras entidades, vão trabalhar voluntariamente, durante quatro horas diárias, na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) e nos eventos paralelos oficiais. Os jovens, todos com mais de 18 anos, foram selecionados entre mais de 15 mil inscritos.

Os estudantes receberam treinamento, que incluiu oficinas de sustentabilidade, direitos humanos e cidadania ativa. A formatura foi no sábado (09/06), no Vivo Rio, com uma grande festa cultural.

Estudante de eletrotécnica, Thiago Andrade, 19 anos, atuará como voluntário pela primeira vez e acredita que a experiência agregará na vida profissional. “Quero seguir a área de economia e acho importante participar de um evento muito grande de sustentabilidade.”

Para o Coordenador Residente da ONU no Brasil, Jorge Chediek, essa mobilização é uma grande oportunidade, especialmente para jovens de comunidades do Rio de Janeiro.

“É um jeito para eles se inserirem no mundo, na comunidade global, porque o mundo está vindo ao Rio de Janeiro e muitos deles não têm essa oportunidade. Este programa voluntário vai oferecer a eles esta extraordinária oportunidade de conhecer o mundo em seu país e fazer os visitantes conhecerem o Brasil muito melhor.”

Segundo o Ministro Laudemar Aguiar, Secretário Nacional do CNO, a Rio+20 vai registrar todos os jovens que trabalharem bem para que sejam aproveitados em outras oportunidades.

“A nossa ideia é que, com esse treinamento, e com a participação que eles tenham na Rio+20, os que trabalharem bem possam ser reutilizados. Nós faremos o cadastro positivo para eles participarem de próximos eventos, como a Juventude Católica, a Copa do Mundo, as Olimpíadas, de forma que eles ajam já com a experiência que tenham e também sejam um efeito multiplicador”, explica.



18/05/2012


Os voluntários deverão apresentar relatório com os canais adequados para divulgação dos diálogos de desenvolvimento sustentável, como blogs e sites especializados, fóruns online e grupos de discussão sobre o tema; serão solicitados a promover os Diálogos fazendo uso de suas redes de relacionamento, engajando o maior número de pessoas na plataforma de discussão no período de 21 a 27 de maio; e a apresentar balanço de atividades, redes mobilizadas e alcance das mensagens.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) está selecionando, até 21 de maio, voluntários online para colaborar com a divulgação dos Diálogos Rio+20, debate virtual que vai gerar recomendações para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

Os voluntários escolhidos para a tarefa deverão apresentar um relatório com os canais adequados para divulgação dos diálogos de desenvolvimento sustentável, como blogs e sites especializados, fóruns online e grupos de discussão sobre o tema, entre outros. Além disso, serão solicitados a promover os Diálogos fazendo uso de suas redes de relacionamento, engajando o maior número de pessoas na plataforma de discussão no período de 21 a 27 de maio. Como conclusão da tarefa, cada voluntário apresentará um balanço de suas atividades, redes mobilizadas e alcance das mensagens.

A tarefa será realizada através do portal Online Volunteering, uma ferramenta do programa de Voluntários das Nações Unidas (VNU). Esta plataforma permite e encoraja o engajamento de voluntários de todo o mundo a tarefas pontuais que contribuam e promovam a missão e os valores da ONU.

Como o nome da plataforma indica, a tarefa será totalmente realizada online. Não há remuneração, mas os voluntários selecionados que completarem a tarefa com sucesso receberão um certificado comprovando a colaboração. Embora o português seja o idioma exigido para a realização da tarefa, é preciso ter familiaridade com o inglês para uso da plataforma Online Volunteering.

Sobre os Diálogos Rio+20
Implementados conjuntamente pelo PNUD e pelo governo brasileiro, os diálogos online têm como objetivo gerar uma discussão aberta e democrática em torno de recomendações práticas e inovadoras sobre desenvolvimento sustentável. Essas discussões, e as recomendações que surgirem delas, servirão de base para os Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável que serão realizados durante a Rio+20.

Os Diálogos são uma oportunidade única para engajar a sociedade civil, comunidade científica, a juventude, a academia e o setor privado à frente da Rio+20. Eles vão debater temas relacionados ao combate à pobreza, desemprego e migrações, resposta às crises econômicas, mudança no padrão do consumo, florestas, segurança alimentar e nutricional, energia sustentável, água, cidades sustentáveis e inovação e oceanos.

O objetivo da plataforma é complementar os canais convencionais de participação do governo e da sociedade civil nos debates da Rio+20.

Para inscrever-se, clique aqui.

Tags: ,
Comentários: 1 comentário.


17/04/2012


Programa de Voluntariado da ONU lança campanha Ações Voluntárias Contam.O Programa de Voluntários das Nações Unidas (VNU) e parceiros lançaram hoje (17/04) a campanha “Ações Voluntárias Contam”. A iniciativa buscará mostrar, na Rio+20, a importância da ação voluntária para o desenvolvimento sustentável.

Através de um site interativo e de mídias sociais (Twitter e Facebook), a campanha oferece uma oportunidade a voluntários, comunidades e organizações para mostrarem o que fazem pelo futuro do planeta e pelas gerações futuras. Os resultados dessas ações voluntárias serão apresentados durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, em junho, no Rio de Janeiro.

“É fundamental o envolvimento de todos – voluntários, organizações e comunidades – nesta campanha. Só assim o voluntariado, que é tão importante e essencial para o alcance do desenvolvimento sustentável, terá o reconhecimento que merece”, destaca Ananda Osório, Assistente de Programa do VNU no Brasil.

A campanha quer tornar a discussão sobre o papel e importância do voluntariado parte central da Conferência Rio+20, defendendo o voluntariado, a participação cidadã e o engajamento da sociedade civil nas deliberações da Conferência, declarações, documentos resultantes e na sua subsequente implementação.

Os banners da campanha podem ser baixados aqui. Além do site, as interações podem ser feita através da conta no Twitter e pela página da campanha no Facebook.

Para mais informações, clique aqui.



11/04/2012


Rio+20Jovens estudantes e profissionais de todo o país interessados em trabalhar como voluntários durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) já podem se inscrever no processo seletivo. O primeiro edital do Programa Voluntariado Rio+20 receberá inscrições até o dia 19 de abril. São 400 vagas para universitários (graduação e pós-graduação) ou para profissionais formados que irão atuar como guias de visitas às comunidades e em atividades nas áreas de sustentabilidade, tecnologia da informação e orientação e apoio da sociedade civil, entre outras.

Além destas vagas, o programa abrirá inscrições para outros dois perfis: voluntários jovens e voluntários do ensino médio (veja abaixo as especificações de cada perfil). Ao todo, serão selecionados 1.700 voluntários.

Perfil dos voluntários

Voluntário jovem: Jovens de 18 a 29 anos provenientes de famílias de baixa renda do Rio de Janeiro, participantes ou ex-participantes de cursos profissionalizantes. Os jovens já deverão ter concluído ou estarem cursando o 9º ano do ensino fundamental.
Voluntário universitário e profissional: Estudantes universitários (cursos de graduação ou pós-graduação) ou profissionais formados de todo o Brasil. A idade mínima para inscrição é de 18 anos.

Voluntários do Ensino Médio: Estudantes de escolas públicas do Rio de Janeiro cursando o ensino médio, com idade mínima de 18 anos.

A iniciativa é parte do projeto de cooperação técnica “Parcerias para Realização da Rio+20″, desenvolvido pelo Comitê Nacional Organizador da Conferência (CNO) e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Além do Programa Voluntário, o projeto contempla outras três ações sociais desenvolvidas para a Rio+20: os programas Comunidades Sustentáveis, Cultura+20 e Visitas às Comunidades do Rio de Janeiro.

Para Moema Freire, Oficial de Projetos do PNUD, essa é uma forma que os jovens têm de participar ativamente de eventos de grande porte como a Rio+20. “As comunidades vulneráveis, em particular, ficam afastadas desse tipo de atividade. Esse projeto, portanto, significa antes de tudo inclusão social”, avalia Moema. A iniciativa foi desenvolvida a partir de experiência semelhante realizada em 2007 para os Jogos Pan-Americanos.

Voluntários receberão treinamento em maio

Os voluntários selecionados passarão por um treinamento obrigatório, com carga horária de 20 horas/aula, envolvendo os seguintes temas: Voluntariado e formação cidadã; Histórico da Conferência Rio+20 e sustentabilidade; Direitos humanos, gênero e igualdade racial; e Voluntariado na Rio+20. A capacitação dos jovens será realizada no mês de maio pelo PNUD/CNO, pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN) e pela Secretaria de Educação do Estado do RJ, cada qual responsável por um perfil.

O conteúdo das oficinas será elaborado por consultores contratados, em consulta com o CNO, o PNUD, o programa de Voluntários das Nações Unidas (VNU) e parceiros, como a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, a Secretaria de Políticas para as Mulheres, o Ministério do Meio Ambiente e a Secretaria Nacional de Juventude.

Todos os voluntários participantes do programa receberão ajuda de custos no valor de R$ 25 por dia de treinamento e R$ 35 por dia de atuação.

Atuação durante a Conferência

Os voluntários atuarão por 4 horas diárias, por no mínimo 10 dias, no período de 5 a 30 de junho. As atividades executadas estão divididas em quatro grupos principais:

  • Visitas às comunidades: acompanhamento do público ao programa de visitação comunitária que será promovido pelo CNO e pelo governo do Estado. Número estimado de voluntários: 200 (sendo 100 residentes das 5 comunidades que receberão visitas e 100 estudantes universitários com fluência em inglês).
  • Atividades na área de sustentabilidade: Acompanhamento de atividades indicadas pela Coordenação de Sustentabilidade do CNO. Número estimado de voluntários: 300.
  • Atividades na área de tecnologia da informação (TI): acompanhamento de atividades indicadas pela Coordenação de TI do CNO. Número estimado de voluntários: 100.
  • Atividades de orientação e apoio à área de sociedade civil: atividades de informação e orientação ao público da Conferência, especialmente nos eventos promovidos nos espaços da sociedade civil. Número estimado de voluntários: 1100.

Ao final do processo, os voluntários receberão certificado de atuação voluntária e serão cadastrados em um banco de dados que será oferecido a outras instituições organizadoras de grandes eventos no Rio de Janeiro, de forma a fomentar a continuidade da iniciativa.

Todo o processo de elaboração e implementação do programa de voluntariado para a Rio+20 será registrado e avaliado pelos consultores contratados. O documento final de registro e avaliação da iniciativa será entregue a instituições organizadoras de grandes eventos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, assim como à Secretaria de Direitos Humanos, como subsídio para a estruturação do Sistema Nacional de Voluntariado que está em fase de concepção.

Tags: ,
Comentários: 64 comentários.


24/02/2012


A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que movimentará a cidade do Rio de Janeiro entre os dias 13 e 22 de junho, será um momento excepcional para que o trabalho voluntário mostre sua força e importância em eventos de grande porte. Essa é a opinião de Marco van der Ree, chefe da Área de Parcerias da Divisão de Parcerias e Comunicação do Programa de Voluntários das Nações Unidas (VNU).

Ampliar o reconhecimento, segundo Ree, é um dos principais desafios que o voluntariado tem pela frente, especialmente quando as discussões sobre a implantação de um modelo sustentável de desenvolvimento ganham força mundialmente. Para o dirigente, a ação voluntária, se melhor reconhecida, estimulada e fortalecida, pode contribuir fortemente com a construção desse novo paradigma.

Clique aqui para ler trechos da entrevista concedida por Ree ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Assista ao vídeo com a entrevista completa.