Rio+2.0: Jovens e mídias sociais serão destaques de Conferência sobre Desenvolvimento Sustentável

Um exemplo do poder dessas novas mídias foram as revoltas da Primavera Árabe e o Ocupe Wall Street, organizados e difundidos pela chamada web 2.0. As redes sociais serão a forma mais segura de acompanhar em tempo real o evento.

16 de Março de 2012 · Destaque
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra


Share

Em um mundo cada vez mais interconectado, as mídias sociais têm desempenhado um papel na democratização da informação em todos os níveis. Em particular para os jovens, que dependem fortemente de redes sociais para se envolver com a vida política e econômica dos seus respectivos países.

Essas novas mídias sociais, que fazem parte da web 2.0, possuem essa força que vem moldando a nossa forma de comunicar, colaborar, mobilizar e participar – e serão sem dúvida essenciais para se alcançar um resultado mais transparente e inclusivo na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que acontecerá em junho no Rio de Janeiro.

Um exemplo desde poder foram as revoltas da Primavera Árabe, quase todas organizadas por essas novas mídias. Outro movimento importante também desencadeado pela web 2.0 foi o “Ocupe Wall Street” e todos movimentos dissidentes de contestação das injustiças sociais no mundo.

O Secretário-Geral da Rio+20,  Sha Zukang, ressaltou que “se queremos um futuro em que haja crescimento econômico, igualdade, inclusão social e sustentabilidade ambiental, as tecnologias de comunicação serão fundamentais. Devemos aos nossos jovens e nossos filhos um futuro de esperança, um futuro que todos nós queremos.”

As Nações Unidas, entendendo esse cenário, está presente nas principais mídias sociais. A página do Facebook em inglês (www.facebook.com/UNRioplus20) já possui quase 14 mil “curti”, enquanto que a página em português (www.facebook.com/ONURioMais20), criada no final do ano passado, já está alcançando quase 4 mil seguidores. O twitter internacional (@UN_Rioplus20) tem mais de 7 mil seguidores, enquanto que o perfil oficial em português (@ONU_RioMais20) está aproximando de 2 mil.

O site oficial já reuniu mais de 800 submissões de fotos compartilhadas que representam um estilo de vida sustentável, recebendo mais de 700 mensagens de apoio à Conferência. Além disso, mais de 3 mil internautas prometeram apoiar a Rio+20 com o Conte Comigo.

Mas o engajamento pelas mídias sociais não pode parar por aí. Seguir a Rio+20 no Facebook e Twitter é uma das maneiras mais seguras para se manter a par das informações mais importantes sobre a conferência, com atualizações diárias e cobertura completa da Rio+20. Com menos de 100 dias para o começo da Conferência, a ONU espera contar com a adesão de ainda mais pessoas, para juntos caminharmos para o futuro que queremos.


Comentários

Deixe seu comentário










  • Jovens Negros contra o Racismo e pela Paz #DiadaJuventude #ONUeJovens

    Site especial sobre Direitos Humanos

    Segurança de Jornalistas

    Campanha Livres & Iguais -- Por direitos e igualdade LGBT!

    ONU e a Síria


    Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) para a Europa Ocidental
    Clique aqui para acessar todas as campanhas e atividades da ONU Clique aqui para acessar todas a agenda da ONU e as datas internacionais