Progressos na luta contra a AIDS precisam de continuidade, afirma UNAIDS

O Fundo Global de Luta contra AIDS ajudou a melhorar os indicadores, financiando e garantindo tratamento em 150 países. No entanto, ainda é preciso criar novas formas de financiamento.

25 de Janeiro de 2012 · Notícias
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra


Share

As Nações Unidas declararam nesta quarta-feira (25/1) que o grande  progresso alcançado na luta contra a AIDS deve ser mantido. Para isso, elaborar novas formas de financiamento e continuar com o suporte do Fundo Global de Luta contra AIDS é essencial. O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) saudou as conquistas do Fundo, em seus 10 anos de fundação.

O financiamento promovido pelo Fundo está ajudando diversos países a garantir o acesso ao tratamento do HIV a 3,3 milhões de pessoas. Além disso, o programa ajudou mais de 1 milhão de mulheres grávidas infectadas pelo vírus a se tratar com medicamentos antirretrovirais, prevenindo a transmissão do HIV para seus filhos.

“O fundo fez uma profunda diferença salvando milhões de vidas em todo o mundo. Ele criou uma dinâmica e ajudou países a alcançar seus resultados”, disse o UNAIDS por meio de comunicado, ressaltando que o Fundo aprovou mais de 22,6 bilhões de dólares em doações para 150 países durante a última década.

Porém, para o progresso continuar, a UNAIDS pede que a comunidade internacional “explore fontes inovadoras de financiamento para combater o atual déficit dos recursos globais para a AIDS.”


Comentários

Deixe seu comentário










  • Jovens Negros contra o Racismo e pela Paz #DiadaJuventude #ONUeJovens

    Site especial sobre Direitos Humanos

    Segurança de Jornalistas

    Campanha Livres & Iguais -- Por direitos e igualdade LGBT!

    ONU e a Síria


    Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) para a Europa Ocidental
    Clique aqui para acessar todas as campanhas e atividades da ONU Clique aqui para acessar todas a agenda da ONU e as datas internacionais