ONU inaugura escritório no centro de São Paulo

8 de maio de 2013 · Comunicados, Destaque
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra


Share

Presença da ONU em uma das principais metrópoles do mundo e maior polo econômico-financeiro da América do Sul vai possibilitar uma ampliação da cooperação técnica internacional com o Estado e com outros países através da Cooperação Sul-Sul. Nova sede ficará em local cedido pelo Governo do Estado e abrigará inicialmente os organismos: PNUD, UNODC e o Comitê Brasileiro do Pacto Global.

Foto aérea de São Paulo. Foto: Prefeitura de São Paulo.

Foto aérea de São Paulo. Foto: Prefeitura de São Paulo.

O Coordenador Residente do Sistema ONU no Brasil, Jorge Chediek, e o Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, inauguram nesta quinta-feira, 9 de maio, às 18h, o Escritório Compartilhado das Nações Unidas em São Paulo. O evento contará também com a presença do Diretor-Executivo do Pacto Global da ONU, Georg Kell. O termo de permissão de uso foi assinado entre a ONU e o Governo do Estado no início de abril. O Escritório Compartilhado fica no 14º andar do edifício Cidade 4, recém-adquirido pelo Governo do Estado, na região central da cidade.

Nesta fase inicial, farão parte do Escritório Compartilhado: o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime (UNODC) e o Comitê Brasileiro do Pacto Global das Nações Unidas – iniciativa da ONU para encorajar empresas a adotar políticas de responsabilidade social corporativa e sustentabilidade.

A abertura do Escritório Compartilhado da ONU em São Paulo vai possibilitar um maior intercâmbio de experiências, práticas e políticas públicas entre o Sistema ONU no Brasil e o Estado de São Paulo para a criação de projetos de aplicação tanto aos municípios paulistas e ao Brasil, quanto aos países em desenvolvimento interessados em replicar estas experiências em seus territórios no âmbito da Cooperação Sul-Sul – o mecanismo usado entre países emergentes em resposta a desafios comuns por meio de transferência de conhecimento e expansão de vínculos solidários entre as partes. Neste sentido, o foco da parceria é na instalação de um escritório cuja principal missão é a de funcionar como um escritório de projetos.

A instalação do escritório de projetos da ONU em São Paulo também permitirá à instituição fazer a prospecção de futuras parcerias com o Estado de São Paulo e municípios paulistas, com o qual o Sistema ONU já atua por meio de programas de cooperação nas áreas de desenvolvimento social, transparência e eficiência da gestão pública. As parcerias com órgãos estaduais também visam colaborar na resposta aos desafios enfrentados pelo estado e apoio às ações consideradas estratégicas e prioritárias.

“Estamos tornando concreto o desejo comum entre o Governo do Estado e o Sistema ONU de fomentar – neste que é um dos centros econômicos, sociais e políticos mais importantes da América do Sul – o intercâmbio com o Brasil e com os demais parceiros do Hemisfério Sul. O Estado tem uma vocação natural para isto, considerando os números de imigrantes, empresas nacionais e estrangeiras, visitantes, congressos, entre tantos outros elementos”, afirma Jorge Chediek, Coordenador Residente do Sistema ONU no Brasil.

Com a criação do Escritório Compartilhado de São Paulo, a secretaria do Pacto Global também ganha um importante espaço para ampliar sua atuação no Brasil. “São Paulo tem um peso importante para o Pacto Global por ser um importante polo empresarial, possibilitando aproximação com parceiros da iniciativa privada e uma ampliação da Rede Brasileira pelo cumprimento dos dez princípios de responsabilidade social do Pacto e pela promoção dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio”, afirma Maria Celina Arraes, Coordenadora de Planejamento Estratégico do PNUD.

Parceria com o Estado de São Paulo

O prédio Cidade 4, que fica na rua Boa Vista, foi adquirido recentemente pelo Governo de SP para abrigar diversos órgãos estaduais, ajudando na revitalização e valorização do centro de São Paulo. As tratativas para a instalação do escritório da ONU no Estado começaram em meados de 2011, quando o Governador Geraldo Alckmin recebeu em audiência Jorge Chediek. Na oportunidade, o Governador expressou seu interesse em que São Paulo servisse como plataforma de cooperação entre a ONU e países em desenvolvimento.

“A vinda da ONU está em perfeita consonância com o Plano de Relações Internacionais do Governo paulista, instituído por decreto do Governador Geraldo Alckmin. Uma das suas metas é justamente fortalecer a cooperação com fundos, agências e programas das Nações Unidas com vistas à abertura de um escritório da instituição na capital paulista”, ressalta Rodrigo Tavares, assessor especial do governador para Assuntos Internacionais, que coordenou as negociações com a ONU.

Durante a cerimônia de inauguração do Escritório do Sistema ONU em São Paulo, a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa) e o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), firmarão parceria para a realização conjunta de etapa decisiva do Plano de Ação da Macrometrópole (PAM 2013/2040). Desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano (SDM), o Plano inicia, agora, com a assessoria da ONU, as consultas públicas para validação política das ações propostas.

Escritórios Compartilhados e Casas da ONU

No âmbito do funcionamento da ONU, o Escritório Compartilhado também tem como objetivo incentivar o desenvolvimento de um trabalho integrado entre os organismos do Sistema ONU no Brasil na promoção do desenvolvimento humano sustentável.

Para que seja considerado um Escritório Compartilhado, o espaço comum precisa abrigar pelo menos duas entidades da ONU em conjunto com o Escritório de Coordenação do Sistema. O caráter operacional prevalece no funcionamento dos Escritórios Compartilhados, ficando o caráter político e diplomático às sedes da ONU e seus organismos no país, situados, em sua maioria, nas capitais federais.

Além deste novo escritório de projetos em São Paulo, o Sistema ONU no Brasil conta uma Casa das Nações Unidas em Brasília – a sede da Coordenação e de outros organismos no país –, chamada de Complexo Sérgio Vieira de Mello, e um Escritório Compartilhado da ONU em Salvador (BA). Estas iniciativas fazem parte do processo de Reforma das Nações Unidas, que, entre outros passos, prevê a atuação conjunta – programática e operacional – de seus organismos em um país, a fim de obter maior coordenação, economia e melhores resultados em seus projetos de cooperação técnica internacional.

“Além de ser referência para o desenvolvimento do Brasil, São Paulo tem um papel importante a desempenhar no âmbito da cooperação internacional”, diz Chediek, que também é Representante Residente do PNUD no país.

* * *
NOTA AOS EDITORES

Organizações instaladas no escritório de São Paulo

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) faz parcerias em todas as instâncias da sociedade para ajudar na construção e na consolidação de nações que possam resistir a crises, sustentando e conduzindo um crescimento capaz de melhorar a qualidade de vida para todos. Presente em 177 países e territórios, o PNUD oferece uma perspectiva global aliada à visão local do desenvolvimento humano, contribuindo para o empoderamento de vidas e para o desenvolvimento de nações mais fortes e resilientes. O Programa de País do PNUD para o ciclo 2012-2015 compreende quatro áreas-chave: alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) para todos; desenvolvimento sustentável e inclusão produtiva; redução da vulnerabilidade à violência e promoção da segurança cidadã; e Cooperação Sul-Sul.

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) implementa medidas determinadas pelas três convenções internacionais de controle de drogas e pelas convenções contra o crime organizado transnacional e contra a corrupção.

O trabalho do UNODC está baseado em três grandes áreas: saúde, justiça e segurança pública. Dessa base tripla, desdobram-se temas como drogas, crime organizado, tráfico de seres humanos, corrupção, lavagem de dinheiro e terrorismo, além de desenvolvimento alternativo e de prevenção ao HIV entre usuários de drogas e pessoas em privação de liberdade.

O Comitê Brasileiro do Pacto Global (CBPG) é um grupo voluntário composto por 35 empresas (ver lista ao final) que tem por finalidade promover a adoção e a incorporação dos princípios do Pacto Global (PG) na gestão de negócios das empresas que operam no Brasil, como forma de fortalecer o movimento de Responsabilidade Social no país. O CBPG entende que tais princípios constituem os padrões mínimos de políticas e práticas de Responsabilidade Social para o país.

O espaço chega para reforçar a importância da iniciativa no Brasil, que já é a quarta maior rede do mundo, com mais de 520 organizações signatárias. Aqui, a diretoria que lidera a Rede é composta por representantes da Braskem, Petrobras, CPFL, Itaipu e Instituto Superior de Administração e Economia (ISAE-FGV).

O Pacto Global é uma iniciativa desenvolvida pelo então Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, com o objetivo de mobilizar a comunidade empresarial internacional para adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais e internacionalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate a corrupção, refletidos em 10 princípios.

Em todo o mundo, o Pacto Global conta atualmente com mais de 11 mil organizações signatárias, distribuídas em 140 países e articuladas por 100 redes locais, que buscam promover a adoção de princípios de crescimento sustentável e cidadania na gestão das empresas e organizações.

Dados sobre o escritório

  • O Escritório Compartilhado ocupará um espaço de 318 m2 no n. 150 da Rua Boa Vista, Centro de São Paulo.
  • O Escritório Compartilhado contará com cerca de 14 postos de trabalho – além de uma sala de reuniões com capacidade para 50 pessoas.
  • O termo de permissão de uso assinado com o Governo do Estado de São Paulo prevê instalação da ONU por tempo indeterminado no espaço. Os custos de manutenção do escritório serão divididos entre os organismos ali instalados.
  • Nacionalidades que estarão presentes nesta fase inicial do escritório: a equipe contará com funcionários do Uruguai, Argentina, França, Noruega e Brasil.
  • O escritório compartilhado da ONU em São Paulo será dirigido pelo Coordenador Residente da ONU no Brasil, Jorge Chediek.

Presença e áreas de atuação da ONU em São Paulo

Outros organismos da família da ONU, como o Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), a Organização Mundial da Saúde/Organização Pan-Americana da Saúde (OMS/OPAS) – com a Biblioteca Regional de Medicina (BIREME) – e o Banco Mundial – através da International Finance Corporation (IFC) – já possuem escritórios de representação em São Paulo com projetos em andamento.

Além disso, outros programas, agências e fundos do Sistema ONU também contam com projetos no Estado de São Paulo, realizados no âmbito da cooperação técnica internacional. Entre eles estão a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Projeto Segurança Humana

O Projeto Segurança Humana teve o início de sua implementação em 2008, com o objetivo de promover a cultura da paz e reduzir a violência por meio de ações integradas nas áreas de educação, saúde e ação comunitária na região de Itaquera, zona leste de São Paulo, escolhida pela vulnerabilidade social.

A iniciativa foi idealizada e coordenada por quatro agências das Nações Unidas: Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO); Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS); Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF); e Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). Os recursos para viabilização das ações foram garantidos pelo Fundo das Nações Unidas para Segurança Humana – UNHSTF. As atividades aconteceram em parceria com as Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Assistência e Desenvolvimento Social do município de São Paulo (SP).

PNUD:

  • Apoio à capacitação e desenvolvimento na área de formulação e políticas sociais, com foco na distribuição de renda e na redução da desigualdade. Projetos de cooperação técnica desenvolvidos em parceria com as Secretarias de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo e Municipal de Assistência Social .
  • Em parceria com a Corregedoria Geral de Administração do Governo do Estado de São Paulo, o PNUD vem atuando no fortalecimento da boa governança, trabalhando mecanismos de prevenção à corrupção, melhoria dos processos técnico-administrativos e político-institucionais, relacionados à administração pública no setor saúde. A parceria deverá ser ampliada para outros setores como educação, águas e/ou segurança púlblica.
  • Cooperação técnica para o desenvolvimento do ônibus de hidrogênio para utilização, futura no transporte público paulistano. O Projeto é fruto de uma parceria do PNUD, com o EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) do Governo do Estado de São Paulo, FINEP, e Ministério de Minas e Energia.

ONU-Habitat

  • Empoderamento juvenil através de capacitação e engajamento comunitário para revitalização de espaços públicos e uso de espaços públicos de maneira participativa e sustentável;
  • Fortalecimento do diálogo entre atores distintos envolvidos na formulação e na implementação do Plano de Ação da Macrometrópole Paulista- PAM 2013/2040, através da proposição de um modelo, metodologias e instrumentos de governança macrometropolitana mais eficientes e eficazes.

ONU Mulheres

  • Empoderamento e ampliação de direitos para as mulheres, através da atuação de um consórcio de ONG, com objetivo de promover o empoderamento político e econômico das mulheres. O projeto prevê pesquisa e a análise dos indicadores de racismo institucional e a criação de estratégia de comunicação e mídia para divulgação das ações e resultados.
  • Parceria com a Rede Brasileira do Pacto Global para a criação e sugestão da adoção dos Princípios de Empoderamento das Mulheres no âmbito empresarial. Os sete Princípios de Empoderamento das Mulheres promovem a igualdade de gênero através de iniciativas que auxiliam o setor privado a se concentrar nos elementos-chave, essenciais para a promoção da equidade no ambiente de trabalho, no mercado e na comunidade.

UNESCO

  • Fortalecimento de municípios na ampliação e melhoria das políticas na área de educação visando garantir uma oferta de educação de qualidade aos cidadãos;
  • Apoio a iniciativas como o Programa Clube Escola para o planejamento dos projetos político-pedagógicos do setor de esportes com objetivo de promover uma melhoria da qualidade do nível educacional da população.
  • Ações na área de educação voltadas para prevenção de DST e para a capacitação de profissionais da saúde para atuação junto à comunidade através dos canais públicos de atendimento;
  • Projetos de avaliação de sistemas educacionais bem como implementação de projeto de suporte à educação científica.

UNICEF

  • Projetos que visam a redução das desigualdades e a garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes que vivem nas áreas mais vulneráveis das grandes cidades.
  • Parcerias com o setor privado para a capacitação de jovens em situação de vulnerabilidade com o objetivo de desenvolver habilidades e competências para auxiliá-los a atingir seu pleno potencial no mundo do trabalho e na vida.
  • Apoio ao monitoramento de indicadores na área da infância na cidade de São Paulo, acompanhar a implantação de políticas públicas e sugerir ajustes para sua melhoria.
  • Mobilização de diversos atores na cidade de São Paulo pela construção de um legado social e esportivo dos megaeventos que acontecerão no Brasil nos próximos anos.

OPAS

  • O Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde, também conhecido pelo seu nome original Biblioteca Regional de Medicina (BIREME), é um centro especializado da Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), orientado à cooperação técnica em informação científica em saúde. A sede da BIREME está localizada no Brasil, no campus central da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), desde a sua criação, em 1967, conforme acordo entre a OPAS e o Governo do Brasil.

Comitê Brasileiro do Pacto Global

Associação Comercial do Paraná; Banco Bradesco; Banco do Brasil; Banco Itaú; Unibanco; BASF América do Sul; Beraca; BM&FBOVESPA; Braskem; Caixa Econômica Federal; COPEL; CPFL; Endesa Brasil; FIEMG; FIEP; FIESP; Fundação Dom Cabral; Grupo Abril; Grupo Libra; Grupo Pão de Açúcar; Instituto Ethos; ISAE – FGV Paraná; Itaipu; Maersk Supply Service Apoio Marítimo; Natura; Novozymes Latin America; Petrobras; PNUD; PwC; Promon; Samarco; SESI Nacional; Souza Cruz S.A.; Whirlpool Latin America; Vale.


Comentários

2 comentários para “ONU inaugura escritório no centro de São Paulo”

  1. Valdomiro Benedito da Rocha em 4 de novembro de 2013 às 7:26 pm

    Eu, um brasileiro de 61 anos, acompanho a política do meu país ha mais de 45 anos. Até hoje não vi nem um representante da sociedade em que faço parte, ser pessoas de honestidade, pois os que são corretos são também cúmplice por não procurar condenar os corruptos.

    Por isso tudo peço para as Nações Unidas por fazerem parte do pacto contra a corrução que façam pressões internacionais contra todos os poderes do Brasil para que tomem atitudes e comecem a punir e tomar de volta todos os bens roubados da minha Nação. Espero que esses países se juntem e cobrem dos governantes brasileiros ação de cidadãos patriotas.

    Aqui não adiante eu reclamar, pois não a um órgão independente da influência dos governamental.

  2. marcelo carvalho em 23 de janeiro de 2014 às 6:12 pm

    Morte de Misghina Gebretinsae e Yohannes Haile na Eritréia

    Muitos não sabem más o governo da Eritréia vem perseguindo as Testemunhas de Jeová neste país.

    Cerca de cinquenta pessoas estão presas algumas delas a quatorze anos, simplesmente por ser testemunha de Jeová na Eritréia

    Alguns estão presos dentro de container com temperatura de quarenta graus

    Gostaria de saber se o governo da Eritréia aguentaria ficar preso dentro de um container com esta temperatura por anos????

Deixe seu comentário










  • Campanha Livres & Iguais -- Por direitos e igualdade LGBT!


    Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014

    Campanha O Valente não é Violento
    Una-se pelo fim da violência contra as mulheres


    ONU e o Sudão do Sul

    ONU e a República Centro-Africana (RCA)

    ONU e a Síria




    Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) para a Europa Ocidental
    Clique aqui para acessar todas as campanhas e atividades da ONU Clique aqui para acessar todas a agenda da ONU e as datas internacionais