Milhões de crianças correm risco de vida com agravamento da crise alimentar na região do Sahel africano

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O UNICEF ressaltou que só recebeu 24 milhões de doláres, contra o pedido emergencial de 119 milhões de dólares para 2012.

(ONU/John Isaac)O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) alerta que mais de um milhão de crianças com idade abaixo de cinco anos  na região do Sahel estão enfrentando um desastre em meio à crise alimentar em curso na região.

Elas estão entre as 15 milhões de pessoas estimadas em risco de insegurança alimentar nos países do Sahel, incluindo 5,4 milhões de pessoas no Níger, 3 milhões no Mali , 1,7 milhões em Burkina Fasso e 3,6 milhões no Chade, assim como centenas de milhares de pessoas no Senegal, Gâmbia e Mauritânia, de acordo com dados da ONU.

“Mesmo no melhor dos cenários, consideramos que mais de um milhão de crianças sofrendo de desnutrição grave entrem nos centros de alimentação ao longo dos próximos seis meses ”, disse o Diretor Regional da agência, David Gressly. “Nas condições mais extremas o número pode aumentar para cerca de 1,5 milhões, e o financiamento ainda não chegou no nível que precisamos para nos preparar adequadamente”.

A agência ressaltou que só recebeu 24 milhões de doláres, contra o pedido emergencial de 119 milhões de dólares para 2012.  No início deste mês, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) pediu 69,8 milhões de dólares para financiamento adicional com intuito de evitar a crise alimentar e seus desdobramentos no Sahel.


Comente

comentários