Diretora-Geral da UNESCO condena assassinato do radialista brasileiro Mafaldo Bezerra Goes

7 de março de 2013 · Notícias
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra


Share

A Diretora-Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Irina Bokova, denunciou na quinta-feira (7) o assassinato do radialista brasileiro Mafaldo Bezerra Goes na cidade de Jaguaribe, no Ceará, e pediu uma investigação sobre o caso.

“Condeno o assassinato de Mafaldo Bezerra Goes”, disse. “É importante que este caso seja investigado a fundo e os culpados sejam levados à justiça. A impunidade não pode ser  tolerada, uma vez que reforça a vulnerabilidade dos trabalhadores da mídia e compromete seriamente a liberdade de imprensa.”

Bezerra Goes, 61 anos, foi morto a tiros no dia 22 de fevereiro, quando caminhava para o trabalho na rádio FM Rio Jaguaribe. Ele comandava um programa no qual denunciou traficantes de drogas e grupos criminosos. Conforme relatos, Bezerra Góes tinha recebido ameaças de morte.

Para ver a lista completa dos jornalistas assassinados em todo o mundo (em inglês), clique aqui. Acesse a lista dos brasileiros clicando aqui.


Comentários

Deixe seu comentário










  • Campanha Livres & Iguais -- Por direitos e igualdade LGBT!


    Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014

    Campanha O Valente não é Violento
    Una-se pelo fim da violência contra as mulheres


    Emergência em Gaza

    ONU e o Sudão do Sul

    ONU e a República Centro-Africana (RCA)

    ONU e a Síria




    Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) para a Europa Ocidental
    Clique aqui para acessar todas as campanhas e atividades da ONU Clique aqui para acessar todas a agenda da ONU e as datas internacionais