Crises no Níger e no Sahel mobilizam resposta humanitária das Nações Unidas

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

No Níger, inundações já afetaram mais de 527 mil pessoas. Já na região do Sahel, cerca de 18 milhões de pessoas vivem em situação de insegurança alimentar.

Inundações no Níger já atingiram mais de 527 mil pessoas

A crise alimentar na região do Sahel, em razão da seca, e as seguidas inundações em Níger preocupam a ONU, que já providenciou ajuda humanitária às vítimas das regiões, segundo informou a Organização hoje (14) por meio de comunicados. No país africano, agências das Nações Unidas estão cedendo itens básico para a população, como cobertores, alimentos e mosquiteiros — as chuvas afetaram mais de 527 mil pessoas.

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) prestarão assistência em Tillabery, região do Níger onde 40% das casas e cabanas desapareceram com as inundações. O UNICEF e a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertaram que as enchentes no país e na África Ocidental irão piorar a incidência de cólera nos locais.

Na região do Sahel, o PMA quer aumentar o auxílio de mantimentos para 10 milhões de pessoas. No mês de julho a agência afirmou que 6 milhões foram atendidas. No entanto, a ONU estima que cerca de 18 milhões de pessoas estão em situação de insegurança alimentar, por conta da seca, da instabilidade política em algumas áreas e dos preços inconstantes dos alimentos.


Comente

comentários