Conflito no norte de Mali deixa mais de 200 mil deslocados, afirma ACNUR

3 de abril de 2012 · Notícias
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra


Share

Mais de 200 mil pessoas tiveram que fugir de suas casas no norte do Mali, desde de janeiro, por causa dos confrontos entre forças do governo e rebeles da etnia tureg, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

Do total, 93 mil foram para países vizinhos como Níger, Burkina Fasso e Mauritânia. O restante são deslocados internos. A maioria dos refugiados pertencem à própria etnia tuaregs, mas há também peuls, árabes e bambaras.

“A maioria fala à equipe ACNUR que fugiu por estar preocupada com grupos armados e temer a intensificação dos conflitos no norte. Outros falam que não há comida, enquanto ainda há os que decidiram sair quando a esperança por uma paz negociada entre Governo e rebeles tuareg no norte desvaneceu após o golpe”, afirmou a Porta-Voz do ACNUR, Melissa Fleming.

Soldados rebeles deram um golpe de Estado em 22 de março e anunciaram a dissolução do governo liderado pelo Presidente Amadou Toumani Toure.

O ACNUR enfrenta dificuldades para oferecer assistência aos refugiados malianos. Além da falta de água e de alimentos, a situação piorou na última semana quando soldados tuareg conquistaram diversas cidades e passaram a impedir ajuda humanitária nessas regiões.

 


Comentários

2 comentários para “Conflito no norte de Mali deixa mais de 200 mil deslocados, afirma ACNUR”

  1. daniel baptista em 5 de fevereiro de 2013 às 12:35 pm

    sera qe nós os negros não conseguimos nos entender só com os mediadores brancos que só prejudicam eroubam riquesas dos negros

  2. ANTONIO MANUEL JOSE em 13 de maio de 2013 às 2:42 pm

    Euacho k e um caso d anbisao pork acredito mesmo cendo negro tudo e igual o pais conten minerais minas petroleo isto tudo e k jerem conflito todos guerem aproveitar , mas acredito k tudo vai mudar,

Deixe seu comentário










  • Campanha Livres & Iguais -- Por direitos e igualdade LGBT!


    Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014

    Campanha O Valente não é Violento
    Una-se pelo fim da violência contra as mulheres


    ONU e o Sudão do Sul

    ONU e a República Centro-Africana (RCA)

    ONU e a Síria




    Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) para a Europa Ocidental
    Clique aqui para acessar todas as campanhas e atividades da ONU Clique aqui para acessar todas a agenda da ONU e as datas internacionais