Chefe da ONU destaca importância das mulheres para atingir metas do milênio, até 2015

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon afirma que “quando apoiamos meninas, elas recompensam a sociedade com enormes contribuições em criatividade e compaixão”.

Ismat Ara, de Rongpur, Bangladesh, tem apenas 23 anos e trabalha para reconstruir a sua vida. Foto: ONU Mulheres/Ashutosh Negi

Ismat Ara, de Rongpur, Bangladesh, tem apenas 23 anos e trabalha para reconstruir a sua vida. Foto: ONU Mulheres/Ashutosh Negi

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta quinta-feira (23) durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, que a comunidade internacional invista mais para liberar o potencial de mais de meio bilhão de meninas adolescentes nos países em desenvolvimento, afirmando que as mulheres são um elemento chave para alcançar muitas das metas fundamentais dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

“A ONU dá às meninas uma classificação de ouro. Quando você investe no futuro delas, você está garantindo resultados que se multiplicam por toda a sociedade – na saúde, educação, paz e bem-estar das gerações futuras”, disse Ban, ressaltando os benefícios do empoderamento feminino, também conhecido como “girl power”.

Os ODM, adotados pela Cúpula do Milênio das Nações Unidas em 2000, pretendem reduzir a fome e a pobreza extrema, aumentar o acesso à saúde e educação, atingir a igualdade entre os gêneros e a estabilidade ambiental e reduzir a mortalidade materno-infantil e a incidência de HIV/aids até o final de 2015.

“Estamos em uma corrida contra o tempo. O prazo dos ODM está apenas a um pouco mais de 700 dias”, alertou Ban. “Você entende que quando damos a uma menina uma saúde melhor, educação e bem-estar, vemos resultados muito além daquele indivíduo. Uma menina é tão valiosa para o nosso mundo como uma árvore é para uma floresta”, disse o secretário-geral.

Ele observou que quando uma árvore cresce forte e saudável, todo o ecossistema se beneficia e o mesmo acontece quando uma menina cresce forte e saudável, toda a sua família, comunidade e até o seu país podem sentir os efeitos positivos.

Ban relatou que a cada ano que uma menina fica na escola primária, este aumenta seus eventuais salários em até 20%, notando que as mulheres reinvestem a maior parte de sua renda – cerca de 90% – de volta em suas famílias. Quando a educação feminina sobe, o crescimento econômico aumenta.

O secretário-geral pediu que o mundo se esforce para manter as meninas no centro de todas as suas estratégias, enfatizando que “este é um desafio para se fazer negócios melhores. É uma chance de mudar as instituições para que elas reflitam atitudes mais esclarecedoras sobre meninas e incluam estratégias para melhorar as suas vidas”.

“Quando apoiamos meninas, elas recompensam a sociedade com enormes contribuições em criatividade, compaixão e – sim – ‘girl power’”, reiterou Ban.


Comente

comentários