Campo de refugiados somalis no Quênia completa 20 anos

22 de fevereiro de 2012 · Notícias
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra


Share

(ACNUR/B.Bannon)O maior campo de refugiados do mundo, o assentamento de Dadaab no leste do Quênia, alcançou seu vigésimo ano de existência nesta terça-feira (21/02), com a população tendo crescido exponencialmente.

Segundo informações do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), o campo foi estabelecido para receber 90 mil pessoas refugiadas da Somália após o colapso de governo em 1991. Hoje em dia, vivem no campo 463 mil pessoas, incluindo 10 mil da terceira geração nascida em Dadaab.

Durante a escassez do último ano na Somália, a média de chegadas era de mais de mil por dia, disse o porta-voz do ACNUR Andrej Mahecic a repórteres em Genebra. Cerca de 30 mil chegaram em junho, 40 mil em julho e 38 mil em agosto no último ano, aumentando a pressão sobre os serviços. Autoridades locais e o ACNUR conseguiram resolver o fluxo de chegadas com a criação de centros de acolhimento e com assistência de resposta rápida.

A Agência, o Governo do Quênia e organizações não governamentais vêm fornecendo proteção, abrigo e ajuda humanitária, frequentemente sob circunstâncias complexas. Superpopulação crônica, risco de doenças e inundações sazonais estão entre os desafios.

O rapto de três trabalhadores humanitários e a morte de dois líderes dos refugiados e vários policias quenianos forçam o ACNUR a repensar a forma como o socorro é entregue. “A ajuda para salvar vidas como a provisão de alimentação, água e cuidados de saúde nunca deve parar e essa tem sido nossa prioridade”, disse Mahecic.

No aniversário de vinte anos, o ACNUR reafirmou seu apelo à comunidade internacional para garantir apoio continuado a aproximadamente um milhão de refugiados somalis na região, ao Quênia e a outros países que os recebem. As duas décadas também relembram a necessidade da restauração da paz na Somália, de forma a permitir que os refugiados possam pensar em voltar para casa.


Comentários

Deixe seu comentário










  • Campanha Livres & Iguais -- Por direitos e igualdade LGBT!


    Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014

    Campanha O Valente não é Violento
    Una-se pelo fim da violência contra as mulheres


    Emergência em Gaza

    ONU e o Sudão do Sul

    ONU e a República Centro-Africana (RCA)

    ONU e a Síria




    Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) para a Europa Ocidental
    Clique aqui para acessar todas as campanhas e atividades da ONU Clique aqui para acessar todas a agenda da ONU e as datas internacionais