Alto Comissário da ONU para Refugiados pede apoio humanitário massivo no Sudão do Sul

11 de Janeiro de 2012 · Notícias
Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra


Share

O Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados, António Guterres, pediu nesta segunda-feira (09/01) o apoio humanitário massivo da comunidade internacional ao Sudão do Sul. Em visita ao país, ele se encontrou com refugiados no campo de Doro, na região do Alto Nilo. “Poderíamos chegar a enfrentar um desastre humanitário de grandes proporções”, defendeu Guterres ao explicar a importância da ajuda de outros países.

Esses refugiados fugiram para o Sudão do Sul após escapar dos conflitos entre as forças do governo do Sudão e o Exército de Libertação do Senhor no estado sudanês do Nilo Azul. No total, o Sudão do Sul já recebeu cerca de 80 mil pessoas vindas dos estados do Nilo Azul e Kordofan do Sul, no Sudão.

Guterres conversou com diversos refugiados durante sua visita a Doro, incluindo uma mulher que tinha acabado de fugir com seus três filhos. “Pensamos que teríamos paz por mais tempo. Mas então caiu uma bomba e nós tivemos que correr”, disse a mãe ao Alto Comissário. Além das 28 mil pessoas em Doro, mais de 25 mil outros civis buscaram refúgio em outras partes do Alto Nilo.

Seis meses após o Sudão do Sul celebrar sua independência, a disputada região fronteiriça com o Sudão se transformou em um ponto crítico e uma porta de entrada para dezenas de milhares de refugiados. Mais de 350 mil sudaneses do sul retornaram ao país após sua independência, mas cerca de 700 mil continuam no Sudão.

Por meio de um avião cargueiro, o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR) organiza um importante envio de ajuda humanitária aos refugiados que se encontram em áreas remotas e trabalha com seus parceiros para construir abrigos e prover os serviços básicos aos refugiados.


Comentários

Deixe seu comentário










  • Site especial sobre Direitos Humanos

    Segurança de Jornalistas

    Meu Mundo: participe!

    Qual a sua prioridade?



    Campanha Livres & Iguais -- Por direitos e igualdade LGBT!


    Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014

    Campanha O Valente não é Violento
    Una-se pelo fim da violência contra as mulheres


    ONU e o Sudão do Sul

    ONU e a Síria




    Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) para a Europa Ocidental
    Clique aqui para acessar todas as campanhas e atividades da ONU Clique aqui para acessar todas a agenda da ONU e as datas internacionais